SALSIFI INVESTMENTS
  

Mercados: Ibovespa reduz queda no final e sustenta os 53 mil pontos


SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda nesta terça-feira, na esteira das perdas dos principais índices acionários em Nova York. Declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), reiterando a preocupação com a inflação nos Estados Unidos, e dados mais fortes sobre o setor de serviços daquele país impulsionaram os juros dos títulos públicos norte-americanos, minando o humor em Wall Street e afetando o pregão local.

O Ibovespa encerrou a jornada com declínio de 0,15%, aos 53.162 pontos, após oscilar da mínima de 52.672 pontos à máxima de 53.270 pontos. O volume financeiro atingiu R$ 4,05 bilhões.

Durante conferência via satélite a banqueiros em Cape Town, na África do Sul, nesta manhã, o titular do Fed, Ben Bernanke, voltou a alertar os investidores que persistem os riscos inflacionários. O dirigente indicou que o núcleo da inflação medido pelo índice de preços ao consumidor, sem alimentos e energia, parece estar moderando gradualmente ao longo do tempo, mas ainda permanece "de alguma forma elevado".

De acordo com o economista-chefe do Banco Schahin, Silvio Campo Neto, "o mercado sempre aguarda uma sinalização mais positiva do dirigente, o que não aconteceu desta vez". O discurso não trouxe novidades em relação à ata divulgada pelo Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Fed, na semana passada, e Bernanke reiterou que a inflação ainda preocupa, observou. "Ou seja, não deu sinais positivos no que diz respeito à queda do juro naquele país", acrescentou.

"Isso reforçou um movimento de ajuste nos preços", afirmou Campos Neto. Ainda ajudaram nesse movimento o resultado mais forte sobre o ritmo da atividade não-manufatureira dos EUA em maio e revisões nas projeções de bancos importantes para o rumo do juro norte-americano. Entre eles, o Merrill Lynch, que previa cortes na taxa ainda neste ano, mas revisou sua projeção para estabilidade na sexta-feira, acreditando em quedas apenas em 2008.

"E a expectativa de o juros nos EUA não cair muda o cenário no exterior", disse Campo Neto, lembrando que parte de toda a melhora que houve no mercado financeiro recentemente tinha como base a perspectiva de queda nos juros daquele país.

Em Wall Street, a reação dos investidores refletiu-se na alta das taxas dos títulos públicos e na queda dos principais índices acionários, o que "levou" o mercado brasileiro junto. "Mas a redução das perdas da Bovespa no final da sessão mostra um mercado ainda forte", analisou o diretor da Trust Investimentos, Edson Hydalgo Júnior, que classificou o movimento como uma "realização de lucros suave". "Nada de preocupante", reforçou.

Em Nova York, a taxa do treasury de dez anos subiu 0,06 ponto, a 4,98% ao ano. O indicador acionário Dow Jones, por sua vez, recuou 0,59%.


Escrito por SALSFI às 06h41
[] [envie esta mensagem]


 
   VALE SAI DO SILÍCIO

Vale conclui venda de unidades de ligas especiais em Minas Gerais e na França por US$ 23 milhões

Valor Online 05/06/2007 19:49

 


SÃO PAULO - A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) informou há pouco que concluiu "a venda de sua unidade de liga de cálcio silício (CaSi), localizada em São João Del Rei, no Estado de Minas Gerais, pertencente à RDM, e de ligas especiais (cored wire), localizada em Dunkerque, França, pertencente à RDME, para a Wellgate, um fundo de private equity com sede na Suíça, por US$ 23 milhões".

Segundo comunicado da Vale, "durante o ano de 2006, estas unidades produziram 23 mil toneladas de CaSi e 11 mil toneladas de cored wire".

A Vale diz ainda que tais "desinvestimentos são consistentes com a diretriz estratégica da CVRD para o negócio de manganês, concentrando seus esforços na produção do minério e de ligas de manganês".




Escrito por SALSFI às 06h29
[] [envie esta mensagem]


 
   MARINA CONTINUA SEM PRESSA

Marina diz que não há prazo para decisão sobre Rio Madeira; Alencar prevê licença este mês


05/06/2007 

BRASÍLIA - A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse hoje (5) que, apesar de o ministério estar trabalhando com urgência no processo de licenciamento referente à instalação das hidrelétricas do Rio Madeira (Santo Antônio e Jirau), ainda não há um prazo definido para a decisão sobre a viabilidade ambiental. No entanto, o presidente da República em exercício, José Alencar, avaliou que as licenças ambientais para as usinas serão liberadas ainda este mês.

Alencar informou que a ministra não estipulou uma data. " Eu acredito, mas ela não pode falar, porque ela é muito cuidadosa " , disse aos jornalistas. " Essas duas usinas vão sair em tempo. É verdade que a licença ambiental respeita determinados dispositivos legais. A ministra Marina tem feito tudo para que isso saia o mais rápido possível. "

A ministra do Meio Ambiente disse que processo de licenciamento das usinas está sendo feito da mesma forma que o da Rodovia Cuiabá-Santarém (BR-163) e o da transposição do Rio São Francisco. " Não será diferente em relação ao complexo do Rio Madeira. Trabalhamos com igual afinco " , comentou.

O projeto das usinas prevê a inundação de 529 quilômetros quadrados - 271 pela usina de Santo Antônio, a cerca de 10 quilômetros de Porto Velho (capital de Rondônia), e 258 pela usina de Jirau, a cerca de 130 quilômetros da cidade. O parecer do Ibama tinha concluído que as previsões do consórcio estavam próximas da realidade, mas apontou que a área coberta pela água poderia aumentar ao longo dos anos por causa dos sedimentos retidos pela ensecadeira.

A ministra informou que o MMA ainda está fazendo uma avaliação técnica das repostas fornecidas pelo consórcio Furnas/Odebrecht sobre questões relacionadas a mercúrio, sedimentos e peixes. " No momento oportuno, quando tivermos o relatório técnico, da área técnica do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis [Ibama], estaremos nos pronunciando " , explicou Marina Silva.

Perguntada se o governo está tentando realizar o projeto das hidrelétricas do Rio Madeira de forma apressada, Marina Silva respondeu que " não há nenhuma determinação de fazer algo em detrimento de outra responsabilidade, de outro esforço". Acrescentou: "O que se está trabalhando é para resolver adequadamente os processos " .

Questionado sobre divergências entre as ministras Marina Silva e Dilma Rousseff acerca das licenças ambientais, Alencar disse que ambas " merecem apoio, respeito, admiração e aplauso de todos os brasileiros " . Já a ministra Marina Silva negou que haja " atritos gerenciais " entre elas: " Eu, graças a Deus, não tenho nenhum problema pessoal com a ministra Dilma, eu tenho um respeito muito grande pelo trabalho dela e inclusive o respeito por ela ser uma mulher batalhadora e com uma história de vida admirável " .

Marina disse ainda que a suposta oposição entre ela e Dilma foi criada pela imprensa. " Na prática temos muito respeito uma pela outra e não confundimos as posições do ponto de vista dos encaminhamentos institucionais com qualquer forma de relacionamento pessoal " , afirmou.

O que mudou no projeto

Para acelerar a liberação da licença que permite o prosseguimento do projeto das hidrelétricas de projetadas para o Rio Madeira, o consórcio formado pela estatal do setor elétrico Furnas e pela empreiteira Odebrecht concordou em retirar do projeto uma mureta de contenção que impediria detritos como galhos e pedras de passarem pelas 44 turbinas da usina de Santo Antônio. A decisão consta da última rodada de esclarecimentos enviada ao Ibama.

Responsável pela elaboração dos projetos e dos estudos ambientais, o consórcio admitiu a retirada da ensecadeira (denominação técnica da mureta), sugerida por um consultor internacional contratado pelo Ministério de Minas e Energia para analisar o acúmulo de sedimentos provocado pelas duas usinas no leito do rio.

Segundo o relatório do consultor, a ensecadeira poderia reter a terra carregada pelas águas, o que poderia acarretar o assoreamento próximo às barragens e agravar a inundação provocada pelas hidrelétricas com o passar dos anos. Em parecer técnico divulgado no final de abril, o Ibama também manifestou preocupação quanto à possibilidade de a mureta tornar irreais as projeções da área a ser alagada.

O Ibama também alegou que a mureta interferiria na passagem de ovas e larvas de peixe rio abaixo. Anteriormente, Furnas e Odebrecht informavam que os sedimentos retidos pela mureta nos períodos de vazante (quando o nível do rio baixa) seriam carregados durante as épocas de cheia. No entanto, o consórcio voltou atrás e admitiu a retirada da barreira.



Escrito por SALSFI às 06h22
[] [envie esta mensagem]


 
  

Vale acerta reajuste de preços do minério de ferro e pelotas para 2007 com Arcelor Mittal

04/05/2007 11:43

A Companhia Vale do Rio Doce anunciou hoje ter concluído as negociações com a Arcelor Mittal para reajustar os preços do minério de ferro e de pelotas para este ano.

Pelo acordo, haverá aumento de 9,5% nos preços do minério de ferro fino e granulado - em relação ao que era praticado em 2006 - e de 5,28% nos das pelotas de alto forno e de redução direta (FOB Tubarão e Ponta da Madeira).

A Arcelor Mittal é a maior empresa siderúrgica do mundo e um importante cliente da Vale
.


Escrito por SALSFI às 06h19
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO
 11/09/2016 a 17/09/2016
 06/09/2015 a 12/09/2015
 18/01/2015 a 24/01/2015
 09/11/2014 a 15/11/2014
 26/10/2014 a 01/11/2014
 15/06/2014 a 21/06/2014
 06/04/2014 a 12/04/2014
 02/02/2014 a 08/02/2014
 13/10/2013 a 19/10/2013
 12/05/2013 a 18/05/2013
 21/04/2013 a 27/04/2013
 10/03/2013 a 16/03/2013
 10/02/2013 a 16/02/2013
 25/11/2012 a 01/12/2012
 29/07/2012 a 04/08/2012
 22/07/2012 a 28/07/2012
 08/04/2012 a 14/04/2012
 29/01/2012 a 04/02/2012
 11/09/2011 a 17/09/2011
 04/09/2011 a 10/09/2011
 28/08/2011 a 03/09/2011
 24/07/2011 a 30/07/2011
 10/07/2011 a 16/07/2011
 03/07/2011 a 09/07/2011
 29/05/2011 a 04/06/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 27/03/2011 a 02/04/2011
 13/03/2011 a 19/03/2011
 06/03/2011 a 12/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 19/12/2010 a 25/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 11/04/2010 a 17/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 22/11/2009 a 28/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 30/08/2009 a 05/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009
 26/07/2009 a 01/08/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 24/05/2009 a 30/05/2009
 10/05/2009 a 16/05/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 19/04/2009 a 25/04/2009
 22/03/2009 a 28/03/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 22/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 19/10/2008 a 25/10/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 10/08/2008 a 16/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 28/10/2007 a 03/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006
 08/10/2006 a 14/10/2006
 01/10/2006 a 07/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 27/08/2006 a 02/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 13/08/2006 a 19/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 16/07/2006 a 22/07/2006
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 11/06/2006 a 17/06/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005
 23/01/2005 a 29/01/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005
 19/12/2004 a 25/12/2004
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004



OUTROS SITES
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 ARTIGOS ECONÔMICOS
 CRÔNICAS E ARTIGOS


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!