SALSIFI INVESTMENTS
   ARTIGO ESPECIAL

A força e a fraqueza de Lula

Cristiano Romero  -  04/10/2006

O resultado do primeiro turno da eleição presidencial mostrou mais do que a divisão do país em duas regiões geopolíticas - o Norte-Nordeste e o Centro-Oeste-Sul. Revelou mais do que a simples separação entre pobres e ricos num país marcado historicamente pelas desigualdades. A eleição refletiu os efeitos das políticas econômica e social do governo Lula sobre essas duas regiões.

Em quatro anos de governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva perseguiu, sem tréguas, o combate à inflação. Quando pôde optar entre uma meta de inflação maior ou menor, ficou com a menor. Para chegar a esse resultado, deu autonomia operacional ao Banco Central e avalizou uma política fiscal que, mesmo resultando no aumento simultâneo de gastos públicos e carga tributária, garantiu a solvência do Estado no período.

O combate à inflação deu certo. O índice oficial de preços - o IPCA, utilizado como parâmetro do regime de metas - caiu de 12,53% em 2002, último ano da gestão Fernando Henrique Cardoso, para 5,69% em 2005 e 3% neste ano, segundo expectativa do mercado. Inflação menor significa que o poder de compra da moeda é maior.

O PT de Lula sempre subestimou o efeito da estabilidade dos preços no imaginário dos brasileiros. Por causa disso, deu com os burros n'água na eleição de 1994, quando não acreditou no Plano Real. No poder, os petistas continuaram fazendo muxoxo para a guerra sem tréguas à inflação, mas o tema se tornou caro ao presidente porque ele se convenceu de que inflação baixa beneficia especialmente os mais pobres, seu novo eleitorado - no passado, Lula era o favorito da classe média, de quem se afastou por inúmeras razões, além das econômicas (escândalos em série, tentações autoritárias etc).

Na área social, depois de tropeços na largada, Lula consagrou, num só benefício, o Bolsa Família, os programas de transferência de renda criados por seu antecessor. Para alcançar um maior número de famílias, moderou a exigência das condicionalidades presentes nos programas originais. Hoje, cerca de 11 milhões de famílias são beneficiárias do Bolsa Família. Paralelamente a isso, Lula adotou uma política de recuperação do salário mínimo.

Em quatro anos, o mínimo cresceu 75% em termos nominais, 36,7% acima da inflação. Dezoito milhões de aposentados, uma boa parte deles nas regiões mais pobres, recebem um salário mínimo por mês do INSS. Além disso, mais de 20 milhões de trabalhadores do setor privado, a maioria no Norte/Nordeste, ganham um mínimo por mês. Há ainda os 37% dos servidores públicos municipais com remuneração mensal equivalente ao mínimo. É muita gente.

Combine-se inflação baixa com salário mínimo mais robusto - hoje, ele vale cerca de 160 dólares - e benefícios sociais a mancheias. Esta é a força de Lula, que se torna assim uma versão moderna do "pai dos pobres". O mapa eleitoral mostra que o Maranhão, justamente o Estado mais pobre do país e onde é maior o grau de penetração do Bolsa Família, foi o lugar onde Lula obteve a sua segunda maior votação (75,5%). No Piauí, segundo Estado do Bolsa Família, o presidente-candidato teve 67,28% dos votos.

A mesma política econômica que tornou Lula imbatível no Norte/Nordeste o derrotou nos Estados mais ricos e industrializados e naqueles onde o agronegócio é o motor das economias locais. Isto inclui a região Sul, o Centro-Oeste e o pedaço do Norte com vocação agrícola. O fato é que o receituário econômico adotado por Lula produziu, além de inflação baixa, moeda apreciada, crise no agronegócio, produção industrial modesta, baixo crescimento econômico e tímida recuperação do emprego.

Política econômica teve efeitos distintos

Se, por um lado, Lula equilibrou as contas públicas lançando mão do aumento da carga tributária e derrubou a inflação com juros altos, por outro engessou o investimento público e privado. Sem investimento, a economia cresce a taxas medíocres. Esta é a fraqueza de Lula.

No Nordeste, o consumo das famílias, principalmente de alimentos, vem crescendo a taxas chinesas. Em todo o país, o consumo cresce, embora a uma taxa menor, acima do crescimento da produção industrial. É a primeira vez que isso acontece desde 1997, ano em que o real estava igualmente apreciado e a inflação tinha ido a nocaute.

A surpresa é Minas Gerais fazer parte do mapa eleitoral de Lula e não do de Alckmin. Terceiro PIB do país, Minas é rica na indústria e no agronegócio, mas deu vitória consagradora ao tucano Aécio Neves. No entanto, na disputa presidencial, preferiu Lula a Alckmin, um descendente de mineiros.

Presença quase acidental no segundo turno da eleição - o fator decisivo dos últimos dias pode ser facilmente atribuído ao escândalo do dossiê e à ausência de Lula no debate e não ao mérito das propostas do candidato tucano -, Alckmin tem consciência da força e da fraqueza de Lula. Resta saber como vai explorá-las em sua campanha.

Na frigideira

O clima no Itamaraty é de fim de festa. Se reeleito, Lula mudará tudo por lá. Acabou a ilusão de que "nunca se teve neste país" uma diplomacia tão altaneira. Prevalece agora, no Palácio do Planalto, a idéia de que "nunca se teve neste país" uma política externa tão desastrada.

A senha para as mudanças será dada com a possível transferência de Marco Aurélio Garcia, assessor internacional de Lula e integrante da trinca que comanda as ações diplomáticas do governo, para um cargo no Banco Mundial.

No palácio, a metáfora futebolística do momento é: diplomacia é como futebol; se os resultados não aparecem, demite-se o técnico. No caso, o técnico, o coordenador, o supervisor, o preparador físico, o treinador de goleiros...

Cristiano Romero é repórter especial em Brasília e escreve às quartas-feiras



Escrito por SALSFI às 22h56
[] [envie esta mensagem]


 
  
 

 
language=JavaScript> language=JavaScript> language=JavaScript>

Escrito por SALSFI às 22h50
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO
 11/09/2016 a 17/09/2016
 06/09/2015 a 12/09/2015
 18/01/2015 a 24/01/2015
 09/11/2014 a 15/11/2014
 26/10/2014 a 01/11/2014
 15/06/2014 a 21/06/2014
 06/04/2014 a 12/04/2014
 02/02/2014 a 08/02/2014
 13/10/2013 a 19/10/2013
 12/05/2013 a 18/05/2013
 21/04/2013 a 27/04/2013
 10/03/2013 a 16/03/2013
 10/02/2013 a 16/02/2013
 25/11/2012 a 01/12/2012
 29/07/2012 a 04/08/2012
 22/07/2012 a 28/07/2012
 08/04/2012 a 14/04/2012
 29/01/2012 a 04/02/2012
 11/09/2011 a 17/09/2011
 04/09/2011 a 10/09/2011
 28/08/2011 a 03/09/2011
 24/07/2011 a 30/07/2011
 10/07/2011 a 16/07/2011
 03/07/2011 a 09/07/2011
 29/05/2011 a 04/06/2011
 08/05/2011 a 14/05/2011
 17/04/2011 a 23/04/2011
 03/04/2011 a 09/04/2011
 27/03/2011 a 02/04/2011
 13/03/2011 a 19/03/2011
 06/03/2011 a 12/03/2011
 20/02/2011 a 26/02/2011
 06/02/2011 a 12/02/2011
 19/12/2010 a 25/12/2010
 05/12/2010 a 11/12/2010
 31/10/2010 a 06/11/2010
 12/09/2010 a 18/09/2010
 22/08/2010 a 28/08/2010
 01/08/2010 a 07/08/2010
 04/07/2010 a 10/07/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 09/05/2010 a 15/05/2010
 02/05/2010 a 08/05/2010
 18/04/2010 a 24/04/2010
 11/04/2010 a 17/04/2010
 04/04/2010 a 10/04/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 21/03/2010 a 27/03/2010
 14/03/2010 a 20/03/2010
 31/01/2010 a 06/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 22/11/2009 a 28/11/2009
 25/10/2009 a 31/10/2009
 11/10/2009 a 17/10/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 30/08/2009 a 05/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009
 26/07/2009 a 01/08/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 24/05/2009 a 30/05/2009
 10/05/2009 a 16/05/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 19/04/2009 a 25/04/2009
 22/03/2009 a 28/03/2009
 15/03/2009 a 21/03/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 01/03/2009 a 07/03/2009
 22/02/2009 a 28/02/2009
 01/02/2009 a 07/02/2009
 18/01/2009 a 24/01/2009
 11/01/2009 a 17/01/2009
 28/12/2008 a 03/01/2009
 21/12/2008 a 27/12/2008
 14/12/2008 a 20/12/2008
 07/12/2008 a 13/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 19/10/2008 a 25/10/2008
 12/10/2008 a 18/10/2008
 05/10/2008 a 11/10/2008
 28/09/2008 a 04/10/2008
 21/09/2008 a 27/09/2008
 14/09/2008 a 20/09/2008
 07/09/2008 a 13/09/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/08/2008 a 23/08/2008
 10/08/2008 a 16/08/2008
 03/08/2008 a 09/08/2008
 20/07/2008 a 26/07/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 01/06/2008 a 07/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 28/10/2007 a 03/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 06/05/2007 a 12/05/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006
 08/10/2006 a 14/10/2006
 01/10/2006 a 07/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 27/08/2006 a 02/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 13/08/2006 a 19/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 16/07/2006 a 22/07/2006
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 11/06/2006 a 17/06/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005
 23/01/2005 a 29/01/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005
 19/12/2004 a 25/12/2004
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004
 17/10/2004 a 23/10/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004



OUTROS SITES
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 ARTIGOS ECONÔMICOS
 CRÔNICAS E ARTIGOS


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!